Poesia

Poesia é transformar em palavras sentimentos que vão da alma. É um dom que nos transporta para outras dimensões. E numa destas dimensões duas pessoas se encontraram, firmaram amizade e resolveram se unir neste blog em parceria: Patrícia Pinna e Zilda Oliveira. Convidamos a todos a pensarem conosco, emitirem seus sentimentos,viajarem nesse mundo glorificado de poesia. Ela é libertária, traduz o que sentimos da forma mais ampla, é única. Para nós é muito gratificante levar ao público nosso trabalho elaborado com amor e carinho, neste espaço que é de vocês.Agradecemos o carinho pela presença,assim como a Deus por permitir este blog hoje existir!

domingo, 2 de setembro de 2018

Teias Mascaradas By Patrícia Pinna/Nanda Olliveh


Aparta-te de mim falsidade
Não morda meu calcanhar ao passar
Deixe-me ser amante da verdade
E com ela fazer amor todos os dias
No romance de paz entre diferentes e iguais

Vomite tua doença contagiosa
Nos recônditos de pérfida laia
Mas saia de perto de mim
Teu odor faz adoecer
Meu pensamento apreciador das verdades

Vai-te daqui
Com tuas mentiras sem medidas
Não queira me aprisionar
Em teias venenosas

Ando de mãos dadas
Com a transparência
Desconheço a tua ciência mascarada
Nem tente, pois tenho um compromisso
Sério com a minha essência!



Autoria: Patrícia Pinna/ Nanda Olliveh
Direitos autorais reservados por Lei
Vídeo: You Tube
Imagem: Internet




terça-feira, 21 de agosto de 2018

Visceral By Patrícia Pinna/Nanda Olliveh



Escrevo-te um novo poema
Sem a poesia peculiar
O olhar de outrora
Arrastado pela distância
E seus significados
Pena de lágrimas
Visceral!

Um novo poema escrevo-te
Saudosa em vestir-me
De felicidade e amor incontestável
Sorrindo para meu eterno amado
Na minh'alma entronizado

Que antes tomava-me nos braços
Fazendo emergir nas profundezas
De um prazer imensurável
Tomados por um desejo incontrolável

Em minha pele ficaram as digitais do amor
Na mente, os delírios da paixão
A noite cai, sinto-me só
Envolta em lençóis
Testemunhas  de momentos
Que hoje remete-me ao lamento.



Autoria: Patrícia Pinna/Nanda Olliveh
Todos os direitos reservados
Imagem: Internet
Vídeo: YouTube




segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Não Só Uma Noite By Patrícia Pinna/ Nanda Olliveh



Por favor, não quero só uma noite
Aqueça-me com seu amor, sinto frio
A noite cai, não permita que eu me sinta rejeitada
Anulada dos seus planos

Quero a brisa da tua presença
Enlaçando uma fina esperança
Uma estampa de tenra felicidade

Se fores dos meus braços
A noite fria falará de dor
Se me usares, a morte tomará forma de fel
E meu céu, transformar-se-á  em agonia

Meu corpo carente anseia
Por ser tocado por suas mãos
Preciso que faça morada em peito
E nunca mais se vá

Não quero só uma noite


Autoria: Patrícia Pinna/Nanda Oliveh
Todos os direitos autorais reservados por Lei
Vídeo: You Tube
Imagem: Internet




sábado, 4 de agosto de 2018

A Poesia é Semente em Par By Patrícia Pinna


A poesia é semente em par
Reluz em conjunto coeso
Na sintonia das palavras
No manuscrito ensaiado
Elaborado várias vezes

A poesia veste-se com ar
Leve e invisível, a reconhece
Quem caminha em sonhos
E da realidade pouco se ausenta

Queres o olhar faceiro
O sentido apurado
A malemolência aguçada
Nos verdes campos primaveris

A embriaguez dos versos
Nasce dos improváveis destinos, detalhes
De linhas intensas, canto lírico
Do eu em imersão , da entrega dérmica em efervescência!

Autoria: Patrícia Pinna
Direitos autorais reservados por Lei
Imagens: Internet

domingo, 25 de dezembro de 2016

Um Natal de Paz e Luz ! By Patrícia Pinna /Zilda Oliveira



Como todos os amigos e leitores sabem, ou não, Zilda e eu, estamos por motivos pessoais impossibilitadas de postar com regularidade.
Não significa contudo, que esquecemos de cada um de vocês.
Natal para nós é uma data mais do que especial, que deve permanecer em nossos corações todos os dias do ano.
O aniversariante é Jesus Cristo, e quem recebe o presente somos nós, o amor incondicional e vida eterna aos que nEle creem.
A paz interior que deve existir é o oposto do que vemos em muitos lares, nas ruas, confundindo a festa com algo profano, sequer falam dEle.
Mas, para os que possuem fé, amor e sabem o real sentido do Natal, o Céu faz festa, Jesus sorri e nos abençoa!
Aos que ainda não entendem esse verdadeiro sentido do Natal, pedimos a Deus que abra os corações de cada ser, a fim de que possam provar do verdadeiro amor!
Que a comunhão seja diária, o entrelaçar das mãos também, e que a hipocrisia não exista!

Autoria: Patrícia Pinna/ Zilda Oliveira
Imagem: Internet
Vídeo: Internet.

                                      FELIZ  NATAL!!!!!!!!!!!

                                           MUITA PAZ E LUZ!!!



domingo, 10 de julho de 2016

Existe Vida Sem Você! By Patrícia Pinna/ Zilda Oliveira




Olhei em seus olhos e percebi que tudo chegara ao fim
Nossa relação tão intensa, imensa...
Você chegou de repente e da mesma forma se foi...
Ao partir disse: "Seja feliz".
Sofri, chorei até o momento em que parei e,
Me vi e revi...Decidi...Mudei minha forma de agir.

Hoje o encontrei após longo tempo.
Olhei em teus olhos e nada senti,
Não havia mágoas em meu coração. 
Me ajudou a ser forte, a me sentir bela, a ser mulher...Agradeci.
Se vai suportar minha felicidade eu não sei...
Mas tenho que dizer,
Sou feliz sem você

Uma história onde muito aprendi
Algumas vezes me arrependi
Talvez de ser tola, de ajudar a perdê-lo
Colaborar para a indiferença chegar
E engolir-nos sem a piedade aflorar

Quem sabe estivesse escrito,
Entre lágrimas e sorrisos
Nas mais graciosas estrelas
Ao contemplarmos nas noites enluaradas
Flagradas por muitos beijos e afagos
Ficando na mera lembrança de um passado?

Autoria: Patrícia Pinna/ Zilda Oliveira
Imagem: Internet
Vídeo: You Tube







domingo, 5 de junho de 2016

O Clamor da Blogosfera! By Patrícia Pinna/ Zilda Oliveira


Um mundo bem intimista
Onde emprestamos nossas cores
Está, aos pucos, perdendo brilho
Requer atenção que quase ninguém se dispõe a dar

Quando o fazem, soam ocas as suas palavras
Parecem que não ultrapassam as camadas do som
Chegando-nos aos sentidos com sensibilidade
Outrora primaveril onde alegres nasciam
Os comentários e cresciam em todas as estações
Agora, poucos sobrevivem na imensa Blogosfera

Será um momento de dispersão, de falta de tempo
Ou preguiça de apreciar o que sai da alma?
Não sei...
Compomos versos e rimas como um bailar de palavras
Porém, para serem sentidas e sonhadas, mas...

Será que as pessoas deixaram de sonhar
De sentir com a alma?
Não somos adivinhos, gostamos dos gestos em palavras
Hoje, não sabemos mais o que se passa nesta esfera virtual

Nossos versos, versos de todo poeta
Continuam vindo da alma, poucos o percebem
E, em estado de coma vai entrando este mundo mágico
Diagnóstico quase irreversível

Mas como somos persistentes,
Acreditamos em dias melhores, que traga mais luz e cores
E comentários motivadores
Para que a Blogosfera não pereça por completo
Contudo, renasça com porte e brilho
Mais que tivera outrora!


Autoria: Patrícia Pinna/ Zilda Oliveira(Todos os direitos autorais reservados e protegidos poe lei)
Imagens: Internet



domingo, 15 de maio de 2016

O Amor é Verbo Doador! By Patrícia Pinna/ Zilda Oliveira


Conquistaste meu coração e nele fez moradia.
Eu só não podia imaginar quão ingrato serias.
Brincou, foste leviano demais...
E, partistes
Muitas vezes pensei o que faria sem seu amor...
A vida respondeu...
O tempo passou, a vida deu voltas e,
Retornas a minha vida querendo ficar..

Queres meu perdão, confissão alucinante
Mas não sei se terei eu condição
De esquecer tal situação e nos seus braços viver
Sem qualquer resquícios de mágoas ou insatisfação

Teu amor por mim passa como nuvens
Fujo dos teus assédios e de teu amor
Não sei se devo aceitar e te perdoar...
Sei apenas que quanto mais te evito,mais na tua vida estou...
Que mistério, que magia tens?

No entanto, sei que é um laço profundo
Um imenso abismo de sentimento, nunca vejo seu fim
Daí, entrego-me sem reservas, sem escudo, sem proteção
Fecho os olhos e pincelo o apagador das lembranças ruins
Com um pó mágico contrariando a minha razão!

Não importa...
Resolvi que agora...
Quero apenas ser feliz!


Autoria: Patrícia Pinna/ Zilda Oliveira
Vídeo: You tube
Imagem: Internet
Todos os Direitos Autorais Protegidos Por Lei