Poesia

Poesia é transformar em palavras sentimentos que vão da alma. É um dom que nos transporta para outras dimensões. E numa destas dimensões duas pessoas se encontraram, firmaram amizade e resolveram se unir neste blog em parceria: Patrícia Pinna e Zilda Oliveira. Convidamos a todos a pensarem conosco, emitirem seus sentimentos,viajarem nesse mundo glorificado de poesia. Ela é libertária, traduz o que sentimos da forma mais ampla, é única. Para nós é muito gratificante levar ao público nosso trabalho elaborado com amor e carinho, neste espaço que é de vocês.Agradecemos o carinho pela presença,assim como a Deus por permitir este blog hoje existir!

domingo, 5 de junho de 2016

O Clamor da Blogosfera! By Patrícia Pinna/ Zilda Oliveira


Um mundo bem intimista
Onde emprestamos nossas cores
Está, aos pucos, perdendo brilho
Requer atenção que quase ninguém se dispõe a dar

Quando o fazem, soam ocas as suas palavras
Parecem que não ultrapassam as camadas do som
Chegando-nos aos sentidos com sensibilidade
Outrora primaveril onde alegres nasciam
Os comentários e cresciam em todas as estações
Agora, poucos sobrevivem na imensa Blogosfera

Será um momento de dispersão, de falta de tempo
Ou preguiça de apreciar o que sai da alma?
Não sei...
Compomos versos e rimas como um bailar de palavras
Porém, para serem sentidas e sonhadas, mas...

Será que as pessoas deixaram de sonhar
De sentir com a alma?
Não somos adivinhos, gostamos dos gestos em palavras
Hoje, não sabemos mais o que se passa nesta esfera virtual

Nossos versos, versos de todo poeta
Continuam vindo da alma, poucos o percebem
E, em estado de coma vai entrando este mundo mágico
Diagnóstico quase irreversível

Mas como somos persistentes,
Acreditamos em dias melhores, que traga mais luz e cores
E comentários motivadores
Para que a Blogosfera não pereça por completo
Contudo, renasça com porte e brilho
Mais que tivera outrora!


Autoria: Patrícia Pinna/ Zilda Oliveira(Todos os direitos autorais reservados e protegidos poe lei)
Imagens: Internet



16 comentários:

  1. Boa tarde, meninas!
    Também sou persistente: comento em quem nem passa no meu ou similar... blogo porque amo blogar, simplesmente!
    Tem muita coisa boa rolando na blogosfera, é só saber espiar e contemplar... comentar independente de ser comentado, talvez seja o segredo de se achar graça onde poucos vêem...
    Há sim muitas iniciativas bonitas no ar...
    Como o poema de vcs, por exemplo: muito belo!
    É dando que se recebe...
    Sejamos felizes e abençoados e achemos brilho onde possa até, aparentemente, não ter...
    Bom Domingo!
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  2. Penso que as pessoas já não gostam de ler e, por isso, não gostam de comentar (talvez prefiram os likes do facebook...). É o tempo do fast food...
    Mas há que ser persistente e teimar, porque no meio desta indiferença geral há quem goste de ler e comentar.
    Gostei do poema, porque dá corpo a uma ideia, a uma mensagem. Que percebi e gostei.
    Não conheço a Diva Zilda, mas acho que em breve serei seu amigo.
    Beijos para ambas, para as Divas Patrícia e Zilda.

    ResponderExcluir
  3. Sempre com belos textos que, até nos fazem pensar!!

    Adorei

    Beijos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. Queridas amigas se eu liga-se à quantidade de visitas e comentários há muito que tinha desistido ,mas como eu creio naquilo que faço e acima de tudo o que gosto de fazer ,jamais irei desistir ,porque a quantidade não é qualidade ,e certamente enquanto houver blogs como o vosso sempre será um enorme motivo para continuar neste mundo os os sonhos e a realidade se misturam ,muitos beijinhos no vosso lindo coração,Emanuel.

    ResponderExcluir
  5. Ola meninas estou sempre a ler algo sobre esta debandada de pessoas da blogosfera. Penso que na vida é assim mesmo. O novo sempre atrai ate´que se torne lugar comum. O advento das redes tem levado as pessoas para elas com suas mensagens rápidas copiou colou muitas vezes sem ler ou fazer reflexão da mensagem. Sigo pelo blog sem me preocupar muito com números e busco ler cada vez mais e busco por outros que garimpo pelas paginas dos amigos e assim cada vez mais vejo o circulo crescendo. Alguns cuidados temos que ter para que nosso blog seja aceito e prazeroso tanto em estética como conteúdo.
    Mas é bom o grito e reflexão sem que nos tire o animo e prazer.
    Abraços para voces.
    Bjs de paz e boa semana.

    ResponderExcluir
  6. Belo poema das duas Divas.
    Reflexivo, bonito,emocionante.
    Ler é se encantar com a alma alheia, principalmente
    quando duas maravilhosas poetisas nos presenteiam com ricos poemas.
    Adorei
    Aplauso pras duas
    Lindas e que enchem nossos corações de emoção.
    Rosa Valverde

    ResponderExcluir
  7. Inspiração completa e envolvente! Parabéns

    ResponderExcluir
  8. Olá Divas! Um texto com um assunto sobre o qual já tenho pensado. A blogosfera tem as suas regras. Eu já fico contente se me lêem, embora eu comente quase todas as pessoas que me comentam. Foi bom passar por aqui.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  9. OI DIVAS, PATRICIA E ZILDA!
    É VERDADE, AS PESSOAS ESTÃO CADA VEZ MENOS SE DISPONDO A LER E PARA NÓS QUE GOSTAMOS DE ESCREVER É UM MOMENTO QUE NÃO NOS AGRADA MUITO. MAS, VAMOS PERSISTIR, TORCENDO POR UMA RETOMADA SEM DESANIMAR. RETORNO A TODOS QUE ME VISITAREM LÁ NO SÓ PRA DIZER E SEMPRE PROCURO NOVOS AMIGOS, É UMA DEDICAÇÃO CONSTANTE MAS QUEM AMA BLOGAR, VAI CONTINUAR, SEMPRE.
    ABRÇS E SORTE AS DUAS.
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Parabéns! Pinna. De Magela

    ResponderExcluir
  11. Entendo sua preocupação e até tristeza ( por que não?) e compartilho dela. Gosto muito do blog, conforme já falamos o face é mais um lugar de brincadeiras, onde não se leva muito as coisas a sério, quase ninguém lê nada, se apegam a postagens políticas, religiosas, guerra dos sexos e outros blá blá blás. Já o blog é mais sério, mais didático, é um público que gosta mais de ler, e sem o imediatismo do face. Mas infelizmente os blogueiros também estão deixando isso acontecer, a maioria abandonou seus blogs, o que é uma pena. Eu gosto muito do meu, escrevo com carinho nele, sei que tem qualidade assim como o seu, como vários, mas hoje em dia banalizou-se tudo, não há valorização pelo conteúdo, pelo sentimento, quanto mais fútil, melhor. Em todos os campos da arte está assim, na música, na literatura, no cinema. Esse mundinho chamado Terra está bem chato, viu? E essa vila chamada Brasil, pior ainda. Beijos na alma

    ResponderExcluir
  12. Bom dia, belo poema que nos levam a refletir, parabéns!!

    ResponderExcluir
  13. Bom dia!
    Concordo com vocês, também gosto muito de "blogar", mas me falta tempo, ando muito ocupada, mas quando dá venho visitar os amigos, não com tanta frequência, mas venho.
    Um abraço e felicidades!

    ResponderExcluir
  14. Profundo, minha amiga! Mas como conversamos dias atrás, não podemos nos deixar calar... grite, grite com toda a força de sua alma poética e faça festa com seus verso, com certeza o mundo há de lhe ouvir e apreciar as belezas que só de um universo profundo pode vir. Não perca jamais sua verve, é a maior preciosidade que um ser pode ter. Abraços, minha cara!

    ResponderExcluir
  15. Interessante. Quando criei me blog, eu era bem animada pra postar, visitar, comentar... Depois de um tempo, as coisas da vida me afastaram desse mundo bonito de poesias, etc... Mas, nunca é tarde.

    Beijo poetisas!

    ResponderExcluir

É sempre interessante quando o leitor deixa a sua opinião sobre a obra
poética com sinceridade e respeito.
Somos pessoas livres,podemos e devemos nos expressar de tal modo.
Portanto, que a liberdade seja uma constante sem esquecer jamais do bom senso!

Gratas pelo carinho, voltem sempre!

Divas da Poesia