Poesia

Poesia é transformar em palavras sentimentos que vão da alma. É um dom que nos transporta para outras dimensões. E numa destas dimensões duas pessoas se encontraram, firmaram amizade e resolveram se unir neste blog em parceria: Patrícia Pinna e Zilda Oliveira. Convidamos a todos a pensarem conosco, emitirem seus sentimentos,viajarem nesse mundo glorificado de poesia. Ela é libertária, traduz o que sentimos da forma mais ampla, é única. Para nós é muito gratificante levar ao público nosso trabalho elaborado com amor e carinho, neste espaço que é de vocês.Agradecemos o carinho pela presença,assim como a Deus por permitir este blog hoje existir!

sábado, 14 de novembro de 2015

Dilemas Do Amor! By Patrícia Pinna / Zilda Oliveira




Tu chegaste a  minha vida, num dia de verão.
Ao encontrar seu olhar
Perdi o rumo, o prumo
Teu sorriso num pedido de desculpa
Me fez sonhar, sorrir e flutuar
Como pode um simples encontro
Desconcertar-me... Não sei...

Continuo a encontrar-te não só na rua, mas dentro de mim
Criei um problema para o qual ainda não há solução.
Tentei multiplicar, somar e dividir minhas emoções
Apenas na tentativa de solucionar este impasse dentro de mim...
Ainda te encontro pelas ruas e tu sorri, mas não me vê.
Sigo meu caminho e penso no meu problema...
Amar ou te esquecer

E essas indagações perturbam-me a mente, só eu sei
Nas horas que passam lentamente tocando
Olhos meus, bem abertos, sem  repousar em paz
Tanto faz que rodeie-me a claridade ou a escuridão

Amar-te é complicado,maravilhoso, confuso e por vezes, penoso
Momentos de luz irradiando minh'alma, afagando meu corpo
Deixar-te é sofrido, angustiante, tristemente frustrante
Uma imensidão de salinidade da raiz dos cabelos aos pés
Neste emaranhando de contradições vestindo teus atos
Anunciando tuas falas! 
O que faço eu?

Autoria: Patrícia Pinna/ Zilda Oliveira
Vídeo: You Tube
Imagem: Internet



16 comentários:

  1. No dia em que tu chegaste,
    a minha vida mudou
    com ternura me abraçaste
    com saudades desse dia
    de te ver sorrir de alegria
    recordando agora estou!

    Para as meninas autoras desse lindo poema, desejo um bom dia de domingo, beijinhos.

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde
    Soberbo poema. Parabéns.
    É sempre um gosto lê-la ..

    Tenha um bom Domingo.
    Beijos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Romantismo a flor da alma!Belo poema!

    ResponderExcluir
  4. A chorar me deixaste,
    tudo o que era bom acabou
    no dia em que me abandonaste,
    a minha vida piorou.

    Um beijo desperdiçado,
    estou agora a imaginar
    dos teus lábios libertado
    foi só mesmo para rimar!

    Boa noite e bons sonhos.

    ResponderExcluir
  5. Mais um lindo poema escrito certamente com muito amor que emana do vosso coração ,palavras que desabrochar os mais belos sentimentos aprisionados tantas vezes no nosso coração ,muitos beijinhos às duas ,felicidades

    ResponderExcluir
  6. Boa noite, meninas talentosas!!!
    O amor é, muitas vezes, assim mesmo: maravilhoso, confuso e por vezes, penoso mas é LINDO!!!
    "Apenas na tentativa de solucionar este impasse dentro de mim... Ainda te encontro pelas ruas e tu sorri, mas não me vê. Sigo meu caminho e penso no meu problema... Amar ou te esquecer..."
    O grande William Shakespeare nos aconselha... "Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o que, com frequência, poderíamos ganhar, por simples medo de arriscar." ENTÃO VAMOS DEIXAR O AMOR VENCER A INDECISÃO!!!
    Um abração e tenham uma abençoada semana.

    ResponderExcluir
  7. Que grande dilema!...No entanto, eu se não sentisse esse fascínio do outro
    lado, tentaria esquecer.
    Belo poema.
    xx

    ResponderExcluir
  8. Nem sempre o coração é bom conselheiro (rss). O amor exige reciprocidade e esta não pode ser esquecida. Belos versos! Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Divas da poesia,
    realmente duas lindas divas.
    Encantador poema, lindos versos que desabrocham
    os sentimentos de quem ama
    Soberbo, timido, uma mistura maravilhosa de descrever a alma da pessoa apaixonada.
    Amei
    Rosa Valverde
    Lindaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaassssssssssssssssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  10. Uma bela e bem reconstruída escolha difícil e tão comum pela vida.
    Cada instante recria e enraíza uma emoção ateando fogo neste coração, que se mostra excessivamente arrojado em viver no fio da navalha, que corta ambos os lados.
    Este dilema nos remete a uma canção de Lulu Santos que fala de se entregar, quando um certo alguém cruzar seu caminho e depois?
    Meus parabéns queridas amigas pela construção e ilustração visual e musical, vocês brilham em parceria.
    Uma bela semana com paz e alegrias a vocês.
    Beijos de paz amigas.

    ResponderExcluir
  11. ... me vi em seu poema...
    Quando o amor é forte e verdadeiro, se torna quase impossível descartá-lo com facilidade... Torna-se difícil corresponder a outros olhares... quando o coração ainda está pulsando por um certo alguém.

    Amei ler-te!

    Beijos querida poetisa!

    ResponderExcluir
  12. Corrigindo: beijos as duas poetisas!

    Amei ler vocês!!!!

    ResponderExcluir
  13. As contradições do amor num poema torrencial...
    Beijo, Divas.

    ResponderExcluir
  14. Ah, o amor.... inexplicavelmente belo e atordoante.
    Às vezes, somente a interferência da razão poderá trazer respostas para alguns dilemas do amor.

    Linda esta música da Ana Carolina.

    Parabéns, divas da poesia! A cada poema a sintonia se fortalece.

    Beijos às duas.

    ResponderExcluir
  15. Desconhecia este maravilhoso blogue, fiquei fã das divas porque de poesia sou fã desde que nasci.
    Os dilemas do amor, têm a vantagem de serem inspiradores e a desvantagem de nos fazerem sofrer.

    Beijinhos

    ResponderExcluir

É sempre interessante quando o leitor deixa a sua opinião sobre a obra
poética com sinceridade e respeito.
Somos pessoas livres,podemos e devemos nos expressar de tal modo.
Portanto, que a liberdade seja uma constante sem esquecer jamais do bom senso!

Gratas pelo carinho, voltem sempre!

Divas da Poesia